Classificação dos Vinhos Alemães (VDP)

 

O VDP (Verband Deutscher Prädikatsweingüter) foi fundado em 1910 selecionando vinícolas de prestígio de todas as regiões vinícolas alemãs. Hoje em dia o VDP conta com 200 vinícolas de alto padrão. Como identificação, os produtores usam o símbolo do VDP, uma águia com um cacho de uvas, na tampa da garrafa.

O principal objetivo dessa associação era a garantia da qualidade e a preservação das características de cada terroir na  produção do vinho.

Para tanto, desenvolveram uma classificação diferente da tradicional: a classificação por região, muito utilizada na França. Os produtores de elite não achavam justo, que vinhos provenientes de terrenos com qualidade inferior a deles pudessem estar na mesma categoria de qualidade, apenas por cumprir com o grau de açúcar da uva quando colhida (principal caracteristica da classificação tradicional).

 

 

 

 

 

 

 

 

Gutsweine: As uvas para produção destes vinhos devem ser provenientes de vinhedos próprios da vinícola, de terroir típico da região e seguindo todas as regras impostas pelo VDP.

Ortsweine: Uvas de vinhedos únicos e terroir de alta qualidade. Só podem ser plantadas uvas daquela região e a quantidade produzida por videira é bastante reduzida. Podemos considerar esse vinho como um „reserva“.

Erste Lage: é a „primeira classe“ dos vinhedos alemães, com condições perfeitas para o cultivo das uvas. Os vinhos possuem caráter próprio destes terroirs.

Grosse Lage/Grosses Gewächs (GG): São os Grand Cru alemães, os melhores vinhedos do país. Tanto a demarcação dos vinhedos quanto o tipo de uvas que podem ser plantadas em cada um deles são definidos pelo VDP.

Salvar